Não há soluções, há caminhos: 15 de setembro

“Se”… Esta palavrinha é muito perigosa. Pode-nos encher a vida de “condicionais”, e levar a adiar tudo ou a desistir. Se eu soubesse o que se vai passar, se estivesse nessa situação, se fosse mais magro, se tivesse mais dinheiro, se não fosse a chuva… então seria, faria, aconteceria… Mas só há uma maneira de viver: com o que sou, aqui e agora. O resto é tentação!
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.