384 detenções e 7551 infrações em operação semanal da GNR

A Guarda Nacional Republicana (GNR) organizou uma operação por todo o país com o objetivo de prevenir e combater à criminalidade e sinistralidade rodoviária e também a “fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional”.

Esta iniciativa registou dados em 3 subgrupos: detenções, apreensões e trânsito.

A GNR concluiu que em Portugal foram detidas 384 pessoas, onde o comunicado destaca que 180 pessoas foram detidas por condução sob o efeito de álcool, 74 por conduzir sem carta de condução, 33 por tráfico de estupefacientes, 19 por furto e roubo, 13 por terem armas ilegalmente, 5 por incêndio florestal, três por posse de armas proibidas e um por violência doméstica.

A mesma fonte também apreendeu 82.945 doses de haxixe, 272 doses de plantas de cannabis, 153 doses de cocaína, 129 doses de cannabis, 55 doses de anfetaminas, 22 doses de MDMA (mais conhecida por Ecstasy), 15 armas de fogo e oito armas brancas, 150 munições de diversos calibres. Também apreendeu 18 veículos, 3.400.00 cigarros, 4.190 quilos de bivalves e 16551 euros em numerário.

Das 7551 infrações em trânsito, a GNR destacou que 1443 foram fiscalizadas por excesso de velocidade, 401 por falta e/ou incorreta utilização do cinto de segurança ou sistema obrigatório de retenção para os menores de idade, 357 por infrações relativas com tacógrafo, 342 pela falta obrigatória da inspeção periódica, 335 com anomalias na iluminação e sinalização do veículo, 323 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao emitido na lei, 245 pelo uso do telemóvel durante a condução e 200 por falta de seguro de responsabilidade civil.

A operação começou no sábado passado, dia 17 de julho e terminou esta quinta-feira, a 23 de julho.

.