Não há soluções, há caminhos: 7 de julho

Porque é que perdemos a paz? Entre pessoas e grupos é fácil de ver: não há diálogo e tudo gira em torno do ter e do dominar. Mas eu próprio, porque perco a paz? Será que não dialogo comigo, que não me aceito, que não aceito a vida, que a quero à minha maneira? Quem ama a vida e a aceita como um dom é livre por dentro e mantém a paz consigo e com os outros.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.