Abril

O 25 de abril este ano foi vivido de uma forma diferente. Vivemos dias em que nos vemos privados da liberdade a que tanto estamos habituados. Contudo, esta privação é para um bem maior: A saúde do nosso País!

A liberdade de expressão (talvez a mais importante) está presente. Atualmente neste mundo tão tecnológico a nossa opinião mantém- se firme, seja para bem ou para o mal.

Em tempos de confinamento o Governo (e bem) tenta fazer chegar as aulas a todos, usando a internet e a telescola. Em relação à segunda foi utilizada negativamente a liberdade de expressão. Surgiram as críticas aos professores, estes que saíram da sua zona de conforto, tiveram de se habituar a uma nova realidade para que as nossas crianças não fossem prejudicadas e não perdessem matéria.

Somos todos livres para expor as nossas ideias e pensamentos, mas nunca nos devemos esquecer, e citando Herbert Spencer, “a liberdade de cada um termina onde começa a liberdade do outro”. É de salientar que muitas pessoas ao expressarem a sua liberdade esquecem-se disto.

Vamos aproveitar este tempo para refletir, pensar no próximo e não deixar que as críticas negativas que aparecem nas redes sociais nos influenciem.

Findando, vamos sendo livres, vamos aproveitando a nossa liberdade de expressão, mas sempre a respeitar os outros. Viva a Liberdade, Viva Abril.

Por Joaquim Gomes

.