Insultos a Marega relança fim aos palavrões em Almeirim

“E ainda há quem diga que as palavras não são ofensas, que sempre foi assim. Que não faz mal dizer isto ou aquilo porque é linguagem de bola. Grande exemplo do Marega. Num País e num futebol diferente o resultado era, no mínimo, jogarem à porta fechada até ao fim do campeonato. Mas por cá nada se vai passar. Ninguém, rigorosamente ninguém, tem coragem”, escreveu o autarca nas redes sociais depois dos insultos racistas do passado domingo, dia 16 fevereiro.

Na 2.ª fase doprojeto municipal Pais Responsáveis o objetivo agora é terminar com os palavrões. “Há uma lei, a 39/2009 que pune quem insulta. E as multas começam nos 750 euros. É tempo de mudar comportamentos. A bem ou a mal. Se um arbitro mandar identificar alguém que esta ao vosso lado ou a GNR multar não fiquem espantados. Apenas cumprem a lei 39/2009. Se assim fosse nos estádios da I Liga o que se passou hoje não acontecia, de certeza”, conclui o autarca.

.