Não há soluções, há caminhos: 28 de abril

Vivemos continuamente a levantar suspeitas e desconfianças, a revelar que afinal havia uma outra intenção, que tudo isto é um jogo, que por trás há outra coisa qualquer. Montámos um mundo de desconfiança que torna a vida insuportável. O outro não é um aliado em que podemos confiar, mas um perigo a afastar. E então começamos a recorrer a legalismos, a pedir provas, e quanto mais nos enchemos desses papéis em substituição da relação pessoal, mais tornamos este mundo em algo completamente falso.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.