Da esquerda para a direita: Festas

Almeirim foi elevada a cidade no dia 20 de junho de 1991. Da antiga vila régia pouco resta. Aqui, nas Cortes de 1580, levantou-se a voz do povo e é unicamente às suas gentes que Almeirim deve a sua sobrevivência e desenvolvimento. E o povo construiu uma Cidade.

Todos os anos, por esta altura, comemora-se a data nas (já) tradicionais Festas da Cidade. Tradição, cultura, gastronomia e animação, de mãos dadas. Da rural vila ribatejana à cidade que festeja, muito mudou. A mudança deu-se sobretudo a partir do 25 de Abril e da instauração da Democracia. A vila ribatejana foi-se, aos poucos, transformando numa cidade moderna e dinâmica.

Nos últimos tempos, a procura de novas centralidades, a revitalização da zona mais antiga, a criação de novas áreas verdes e de lazer, a modernização da cidade com novos equipamentos e infraestruturas, têm sido a preocupação constante dos autarcas almeirinenses. As mudanças significativas sentidas na qualidade de vida das populações, na sua economia, na cultura e no desporto fazem de Almeirim uma terra onde apetece viver e, cada vez mais, muito atrativa para os de fora.

As Festas da Cidade não representam unicamente as comemorações do seu novo estatuto, são também a celebração da identidade de Almeirim, juntando o orgulho no seu passado – memória e tradição – com a modernidade e o futuro. O Partido Socialista, os seus militantes e autarcas, desde sempre associados ao desenvolvimento da cidade e do concelho, não podem deixar de se sentir orgulhosos pela obra feita, mas sempre conscientes do muito que ainda há por fazer.

 

Gustavo Costa – PS Almeirim

.