Não há soluções, há caminhos: 20 de abril

A vida é curta e o tempo é precioso, por isso não o percamos com coisas mesquinhas. Seria pecado.

É degradante gastar a vida em superficialidades, conflitos de orgulhos feridos, vaidades, paixões estéreis. O tempo é um grande dom que nos foi oferecido. Não vemos que é estúpido e ofensivo estragar o presente na cara de quem o oferece?

Vasco P. Magalhães, sj

.