Jogador almeirinense obriga Real Madrid a perder pontos

Personalizada. Este é o adjectivo que melhor define a exibição do Sporting CP na primeira jornada da UEFA Youth League.

Os leões entraram, incluindo o almeirinense Daniel Bragança, no palco de Madrid sem medo do adversário, assumindo o controlo do jogo durante a primeira parte. A aposta de Tiago Fernandes num meio-campo bem composto acabou por se revelar acertada. Ambas as equipas optaram pela pressão asfixiante sobre o portador da bola, mas foram os verdes e brancos que, com menos tempo, melhor souberam decidir.

A superioridade dentro das quatro linhas não se traduziu no marcador, pois a zona adiantada foi o local onde os jogadores leoninos tiveram mais dificuldades em demonstrar discernimento. A recepção saiu sempre um centímetro adiantada, o remate ligeiramente ao lado, ou então faltava poder de fogo na área.

O intervalo chegou sem golos, com sete remates a favor dos visitantes e apenas um – aos 40′ minutos – do conjunto da casa.

Na etapa complementar, o Sporting CP não mostrou tanta segurança a nível defensivo, muito por culpa da colocação mais adiantada do Real Madrid. Ainda assim, o encontro continuou repartido e bastante competitivo, sendo que as oportunidades aumentaram nos segundos quarenta e cinco minutos. Num lance em que os centrais leoninos estavam mal colocados, Diaz Velazquez aproveitou a excelente assistência do colega para inaugurar o placard (55′). Na cara de Pedro Silva, o jogador teve tempo para escolher o lado e rematar para o fundo das redes.

Nos instantes finais, Tiago Fernandes arriscou. Como se costuma dizer: “Perder por um ou por dois é a mesma coisa”. Entraram Rafael Leão e Nuno Moreira. As fichas estavam lançadas.

Uma, duas, três, quatro oportunidades de golo desperdiçadas pelos leões. Daniel Bragança, Elves Baldé… e a pontaria desafinada.

Finalmente, no período de descontos (90+3′), apareceu o justiceiro Pedro Marques. Abdu Conté correu todo o corredor esquerdo, acreditando que ainda era possível sair de Espanha com um precioso ponto. De costas para a baliza, à ponta de lança, o número 9 fez uma recepção em rotatividade fantástica e, de primeira, igualou a partida. Ainda há justiça no futebol…

Na próxima jornada, o Sporting CP recebe o Legia na Academia.

fonte: https://www.sporting.pt/pt

.