Diário da Copa: O balanço do Presidente

Pela primeira vez na sua história, o Footkart Escola de Futebol Karting Associação, esteve presente no maior torneio de futebol de formação de Portugal com seis equipas, respetivamente 70 jogadores 19 adultos. Estamos a falar de um trabalho de vários meses, realizado pela direção do clube juntamente com os grandes suportes deste feito impensável e inesquecível para todos os intervenientes diretos no mesmo, os pais dos nossos jogadores. Foram vários meses de preparação e planeamento para que tudo decorresse da melhor forma e da maneira que idealizámos antecipadamente. Levámos pela primeira vez na história do clube um Chefe de Comitiva, António Vidigal, para coordenar toda a comitiva e resolver na hora os problemas que fossem surgindo. Libertando assim, dessa forma, os treinadores e delegados dessas preocupações e permitindo-lhes que se focassem apenas na sua equipa e na competição. Levámos, a exemplo do ano passado, um treinador de Guarda-redes, Pedro Sá Pereira, que ajudar os nossos guarda-redes nos jogos. Tendo dado, novamente, um contributo “in loco” gigantesco aos nossos guarda-redes e primando assim o Footkart mais uma vez pela diferença. Somos há muito um GRANDE CLUBE DE FORMAÇÃO com detalhes que nos diferenciam e que são reconhecidos pelos nossos pares. Toda a comitiva ficou, este ano novamente, instalada no Hotel Baía. Que poderá não ser a melhor unidade hoteleira em Monte Gordo, mas claramente é a melhor opção tendo em conta os critérios de seleção adoptados pela direção, pelos coordenadores e treinadores. Mais uma vez fomos muito bem recebidos e todos os presentes ficaram visivelmente agradados com a opção tomada pela direção. Desportivamente a participação das seis equipas do Footkart na IV Copa do Guadiana foi um sucesso, pois realizámos 34 jogos onde obtivemos 20 vitórias, 1 empate e 13 derrotas. Estamos a falar do torneio mais competitivo realizado em Portugal e onde normalmente somente participam os clubes de formação mais competitivos de Portugal e Espanha. Alcançámos dois 3.º lugares, respetivamente nos escalões de Sub8 e Sub12, e quatro das nossas equipas foram eliminadas pelas equipas que viriam a ser as vencedores da IV Copa do Guadiana no seu escalão. O que reflete bem nível competitivo alcançado enquanto clube de formação. Tivemos vários jogadores referenciados pelos grandes clubes nacionais dado as capacidades demonstradas individualmente e coletivamente. Toda a dinâmica idealizada e implementada foi um sucesso em termos logísticos e de promoção do clube a nível ibérico. Claramente transpareceu um clube organizado, competitivo e que funciona como um todo em detrimento das individualidades. Uma palavra de apreço para todos os jogadores, delegados e treinadores que dentro de campo demonstraram uma postura competitiva respeitadora por todos os intervenientes nos jogos. Uma palavra de apreço para todos os jogadores, delegados e treinadores que fora de campo demonstraram a amplitude do Footkart pela postura correta no dia-a-dia e de apoio para com as restantes equipas nos jogos em que observavam e apoiavam ruidosamente. Uma palavra de apreço para com o nosso chefe de comitiva, António Vidigal, que foi incansável na resolução das situações que iam surgindo e que contribuiu de uma forma incrível para o sucesso da nossa participação. E para terminar uma palavra de apreço para os pais e familiares dos jogadores que tornaram possível a concretização deste sonho aos vossos filhos e à direção do Footkart.

UM MUITO OBRIGADO A TODOS ….

Termino com uma imagem que retrata bem a nossa felicidade em vos ter connosco …

Até setembro …

Contamos com todos porque todos juntos somos muito fortes …

.