“Dar continuidade ao trabalho de consolidação do clube”

Vasco Carvalho renovou o mandato à frente do Footkart. As eleições no clube realizaram-se no final do mês de março, e numa grande entrevista publicada a 15 de março, o Professor revelou projetos, ideias e falou até de política.

 

O que o motiva para se apresentar em mais um mandato?
A certeza de que ainda temos muito por fazer e por concretizar no Footkart Escola de Futebol Karting Associação. Nos últimos dois anos realizámos a quase totalidade das propostas que faziam parte do nosso programa eleitoral mas muitas outras ideias foram surgindo com o tempo. Queremos dar continuidade a um trabalho de consolidação do clube no distrito em termos desportivos e
com muita tranquilidade dar continuidade ao muito que temos feito nos últimos dois anos tendo como objetivo sermos um dos clubes mais competitivos no distrito.
O não aparecer oposição é sinal que tem feito um bom trabalho?
Não sei se irá aparecer ou não oposição à nossa lista. A campanha eleitoral irá começar após a Assembleia Geral do dia 13 de março onde serão aprovadas as contas do clube referentes
ao ano civil de 2014. Independente de virmos a ter oposição ou não penso que temos realizado um bom trabalho no clube e tem sido esse o feedback que temos recebido juntos dos sócios e até dos outros clubes com quem lidamos semanalmente.
Qual a autoavaliação que faz do período que está a frente do Footkart?
Ao longo destes últimos dois anos penso que realizámos um conjunto de atividades inesquecíveis para os nossos jogadores e sócios e cumulativamente alcançámos o primeiro título da Associação de Futebol de Santarém de campeão distrital de nível I no escalão de Sub-10. Temos aprendido muito com as decisões que temos de tomar todos os dias / semanas e com as consequências
que as mesmas originam. Estamos presentes nos bons momentos e nos menos bons. Pelo que penso que a autoavaliação a realizar terá sempre de ser muito positiva.

Quais são as linhas orientadoras para o mandato que se iniciará ainda este mês?
As linhas orientadoras para o mandato que se irá iniciar após as eleições no dia 27 de março, caso vençamos as mesmas, serão muito semelhantes ao que agora finaliza. Iremos dar continuidade a quase todas as atividades que realizamos continuamente nos últimos dois anos sempre com o nosso lema: “respeito, fair play, amizade, formação, ocupação desportiva e a construção de uma cidadania saudável de jovens entre todos os intervenientes nos jogos são as máximas do clube”.
Haverá muitas mudanças no elenco que vai gerir o clube?
Caso vençamos as eleições haverá um conjunto de pessoas novas no clube que virão colmatar algumas saídas que ocorreram devido a situações de indisponibilidade por motivos profissionais. Pessoas essas que na sua maioria têm os seus filhos agora a iniciar o percurso no clube e que com o adquirir de experiência e conhecimento da estrutura do clube poderão no futuro dar uma continuidade ao projeto.
Onde há aspetos a melhorar no clube?
Independentemente do que façamos e deixemos de fazer haverá sempre aspetos a melhorar porque a perfeição não tem limite.
Existem muitos aspectos que melhoraram imenso outros nem tanto quanto idealizámos e tínhamos em mente. Por vezes nem todas as ideias e aspetos a melhorar são exequíveis na prática mas temos realizado um trabalho em conjunto com os nossos coordenadores, treinadores, sócios e amigos muito participativo e positivo em prol do clube.

No futuro admite reativar conversações com U. Almeirim para a tão falada parceria ou trabalho conjunto?
O Footkart Escola de Futebol Karting Associação estará sempre disponível para contribuir para uma valorização do futebol no concelho de Almeirim e no distrito de Santarém pelo trabalho que realiza em conjunto com a Associação de Futebol de Santarém e com os árbitros que habitualmente treinam em Almeirim. Mas nunca poderá colocar em causa a identidade construída nos últimos
dez anos e que muito nos honra e valoriza o que se faz em Almeirim ao nível da formação no futebol.

O Footkart não tem instalações próprias (nem campos nem sede), no futuro equacionam ter pelo menos um espaço sede com mais valências do que uma sala de reuniões?
Gostávamos de ter um espaço onde todos os sócios do clube pudessem ir quando o desejassem mas sabemos as dificuldades que o País atravessa e estamos no momento perfeitamente enquadrados com a situação que temos. O que não quer dizer que não estejamos a desenvolver esforços / diligências junto das entidades responsáveis que nos poderão proporcionar outro tipo de condições no futuro.

Nuno Carrapato continua a fazer parte dos planos da nova direção?
O Nuno Carrapato enquanto estiver disponível para o clube estará sempre por cá.

Que balanço faz da aposta no trabalho específico de Nuno Carrapato?
Tem realizado um trabalho extraordinário junto dos guarda-redes do clube que há muito é reconhecido pelos treinadores, jogadores, sócios e adversários do clube. É uma presença assídua nos jogos que o clube realiza para observação e posteriormente análise e diálogo com os treinadores e jogadores que acompanha. O Nuno pelo percurso desportivo imaculado e honroso que teve é uma referência para todos os jovens.
Noutro plano. Está de acordo com a política de atribuição de subsídios e criação de regulamento?
A atribuição de subsídios forçosamente terá sempre de estar devidamente enquadrada num regulamento seja no desporto, na cultura, na educação ou em outra área para proteger quem os atribui e quem os recebe.
Todos nós temos de obedecer a critérios e regras na vida pessoal e profissional pelo que nas coletividades não pode ser diferente. O conteúdo dos regulamentos é que nunca conseguirá agradar e ter a concordância de todos devido aos interesses específicos de cada associação / coletividade. O Footkart não vive dependente do subsídio que recebe e a sua direção realiza inúmeras atividades ao longo da época desportiva para reduzir o peso que o mesmo tem no orçamento anual do clube.
Como consegue conciliar a sua vida profissional com a de dirigente desportivo que é também bastante absorvente?
Com muita agilidade matemática!!! A capacidade de resolução de problemas matemáticos devidamente enquadrados com inúmeras atividades que tenho no dia a dia e com muita criatividade de algoritmos de tempo permitem muitas vezes que os meus dias pareçam que têm muitas mais horas do que as habituais 24 horas … O rigor, a organização, a pontualidade, o planeamento e a seriedade são muitos fatores que me permitem de uma forma transparente conciliar a minha vida profissional com a de dirigente desportivo.
Claro que os meus amigos na vida profissional e os meus familiares na vida pessoal têm um papel preponderante no que faço diariamente. Sem o contributo deles seria de todo impossível e inimaginável a concretização das inúmeras tarefas que realizo diariamente.

Gostava de um dia ter na sociedade almeirinense ter funções autárquicas? Em quê?
Na vida tudo tem o seu tempo … Aprendi com a vivência da vida que não podemos e não devemos dizer que “nunca beberei desta água”. O trabalho que realizo na minha vida profissional e as associações em que estou presente no momento ocupam-me todo o tempo disponível e em muitas vezes em prejuízo da minha família. Pelo que garantidamente nunca irei exercer outras atividades
cumulativamente com as que tenho no presente. Relativamente a funções autárquicas penso que as pessoas que as ocupam no presente estão a realizar um trabalho muito positivo em prol do Concelho de Almeirim.

.