‘Vinhos do Tejo’ relançam projeto Rota Enoturística

Este é o ano em que o projeto da Rota dos Vinhos do Tejo, que conta com o apoio de 22 produtores da região vitivinícola, vai ser relançado.

A estratégia de relançamento do projeto inicia-se já na próxima quarta-feira, dia 12 de março, com a participação, pela primeira vez, na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), a maior feira nacional do setor, que decorre de 12 a 16 deste mês, na FIL.

“As previsões do Plano Estratégico Nacional do Turismo 2013-2015 revelaram, no ano transacto, um crescimento anual do enoturismo entre 8 a 10% até 2015. Estes dados contribuíram muito para o aumento da nossa confiança na delineação de uma nova estratégia para a Rota dos Vinhos do Tejo”, explica Giovanni Nigra, presidente da Associação da Rota dos Vinhos do Tejo.

Nesse sentido, vão ser 5 os produtores da Rota dos Vinhos do Tejo que marcarão presença na BTL com o objetivo de dar a conhecer a profissionais e ao público em geral algumas das melhores unidades de enoturismo da região do Tejo, através de provas de vinhos e do contacto direto com os produtores.

Os produtores presentes na feira de turismo são a Quinta da Lapa, a Casa Cadaval, a Falua, a Enoport United Wines e a Quinta da Lagoalva de Cima.

A participação na BTL é uma das várias iniciativas que irão ser levadas a cabo pela Rota dos Vinhos do Tejo, no ano do seu relançamento.

Esta Rota é composta por quatro percursos, denominados: o ‘Tesouro do Gótico’, do qual fazem parte sete produtores provenientes de seis sub-regiões vitivinícolas, ‘Touros e Cavalos’, que conta com três produtores e dois sub-regiões, ‘Beira Tejo’, composto por oito produtores de quatro sub-regiões e ‘Tesouro Manuelino’, com quatro produtores pertencentes a três sub-regiões.

.