Forcados e Toureiros solidários com “Plataforma Cultura em Luta” pedem demissão da Ministra da Cultura

         A Associação Nacional de Toureiros e a Associação Nacional de Grupos de Forcados, representantes destes artistas, vêm prestar a sua total e completa solidariedade para com a “Plataforma Cultura em Luta”, que ontem, através de abaixo-assinado, pediu a demissão da Ministra da Cultura Graça Fonseca.

         Nas palavras de Nuno Pardal, presidente dos Toureiros: “O setor da Cultura continua a ser, por um lado, o parente pobre das políticas governativas, no caso da Tauromaquia sem apoios ou política de fomento e, por outro, o Estado limita continuamente a ação dos privados na produção cultural, com todo o tipo de taxas e burocracias. Temos dos mais baixos hábitos de consumo cultural e isso devia ser um alerta sério para o Governo e para a Ministra da Cultura. A cultura é um motor de desenvolvimento económico e de emprego continuamente esquecido“. 

         Nas palavras de José Potier, presidente dos Forcados: “Graça Fonseca não tem revelado sensibilidade cultural, para continuar à frente de uma pasta tão importante como a da cultura“. Ao que acrescenta: “A tauromaquia é uma actividade cultural tutelada pelo Ministério da Cultura, que tem uma titular radicalmente animalista, que ataca o setor da tauromaquia, confundindo os seus gostos pessoais com os seus deveres e obrigações como ministra. Mal comparado, é como se tivéssemos um ministro do Desporto que fosse do Sporting e por isso agisse contra o Benfica e o F.C. do Porto.           Como forma de efectivar este apoio à “Plataforma Cultura em Luta”, estas Associações e os artistas que representam, pretendem, para além de se solidarizarem com esta luta, marcar também presença nas ações de contestação agendadas para o dia 10 de Dezembro.

.