Não há soluções, há caminhos: 26 setembro

Imaginem um qualquer governante cheio de poder a dizer: “A partir de agora os papagaios passam a chamar-se pessegueiros.” Acham que o simpático pássaro se transforma em árvore? Mas parece que há quem ache. Fechem os hospitais para haver melhor saúde, que os velhos das aldeias nem precisam de assistência, mudem os nomes das escolas para haver melhor educação. Fica-se perplexo, como ficaria o papagaio chamado pessegueiro. Não basta ter poder, é preciso ter alguma sabedoria, algum sentido do real. Pelo menos, haja bom senso.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.