Não há soluções, há caminhos: 11 setembro

A assistência aos pais idosos e aos doentes na família é um cuidado fundamental a ter com a vida, é um sentido de solidariedade que não fica só pelos do mesmo sangue, mas que se deve alargar a outros. Hoje cada vez mais se faz o contrário, despejam-se os familiares idosos e os doentes em instituições, arrumam-se nessas prateleiras com desumanidade e ali se deixam, esquecidos. Claro que há lares desses muito bons. Mas quanto é que se paga? Alguém disse: Faz aos outros o que gostavas que te fizessem a ti.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.