Não há soluções, há caminhos: 14 de julho

Quem cultivar estas três dimensões tornar-se-á, no bom sentido, paciente: acreditar em si próprio e nos outros, levar tudo à oração, crescer na liberdade de fundo. Assim, porque a pessoa é a prioridade, não as coisas nem as situações. Muitas vezes desesperamos e desacreditamos de nós e então queremos saltar por cima e fazer tudo à pressa. Uma segunda dimensão que ajuda muito é a oração, com o seu ritmo, porque não dá frutos imediatos, porque nos obriga a descer ao fundo de nós próprios, a descobrir o ritmo profundo da vida. Por fim, o cultivo da liberdade interior, do desprendimento, que nos defende da tentação da pressa e da eficácia.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.