Não há soluções, há caminhos: 12 de julho

A paciência liga-se muito à música, à música das coisas, com o ritmo e a dimensão da natureza. A arte precisa muito de paciência, não se pode fazer uma escultura de hoje para amanhã, há que entrar no ritmo de esculpir, pouco a pouco, o mármore.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.