Homem que agrediu militar fica em prisão domiciliária

O agressor do militar da GNR ficou com pulseira electrónica, termo de identidade e residência; proibição de uso e porte de arma e proibição de aproximação da vítima, apurou O ALMEIRINENSE.

Recorde-se que um militar da GNR de Almeirim foi agredido, esta quarta-feira, dia 10 julho, depois de ter sido chamado a um caso de violência doméstica, em Benfica do Ribatejo. O militar foi atingido na cara e teve mesmo que receber tratamento hospitalar.

O homem com perto de 50 anos foi detido.

Foto ilustrativa

.