Centro de Saúde de Almeirim recebe ação de diagnóstico precoce de cancro

No próximo dia 13 de julho realiza-se, no Centro de Saúde de Almeirim, uma ação de diagnóstico precoce de cancro da pele. A iniciativa realiza-se das 10h até às 17h.

O número de pessoas com cancro da pele tem aumentado, todos os anos pelo que a Liga Portuguesa contra o cancro ,assumiu realizar ações de diagnóstico precoce às populações.

Em 2018, foram diagnosticados em Portugal mais de 12 mil novos casos de cancros da pele e cerca de mil eram melanoma, a mais maligna e mortal forma de cancro de pele. Desde que há registos, tem vindo a duplicar a sua incidência a cada 15 anos.

Cuidados a ter na exposição solar
Saiba que se expõe aos raios ultra-violeta (UV) não só quando apanha sol na praia, mas também praticando um desporto ao ar livre, fazendo jardinagem ou simplesmente caminhando ao sol.

A exposição solar deve ser cuidadosa, evitando as horas de maior intensidade. Reduza ao máximo as suas atividades exteriores entre as 12h e as 16h (antes e depois do “meio dia solar”).

Use um chapéu, uma camisa ou t-shirt de cor escura e óculos quando estiver ao sol.

Se estiver muito tempo exposto ao sol, por razões profissionais ou lúdicas, utilize manga comprida que cubra os antebraços.

Exponha-se gradualmente ao sol, pois a pele necessita de tempo para se adaptar.

Uma t-shirt molhada no corpo pode deixar passar os raios ultra-violeta.

30 minutos antes de ir para a praia ou piscina aplique um creme protetor com um factor de proteção igual ou superior a 30.

Renove as aplicações de 2 em 2 horas e após o banho, mesmo que o protetor seja à prova de água.

Verifique se o protetor que usa tem um fator de proteção elevado tanto contra os raios UVA como UVB.

Tenha cuidado com os protetores muito fluidos, “transparentes” ou “em espuma”; podem dar uma falsa sensação de segurança, sobretudo se não forem utilizadas sucessivamente várias camadas na mesma zona de pele. Conheça a sua pele, efetue um auto-exame da pele de 2 em 2 meses.

Vigie o contorno, a cor e o tamanho dos seus nevos [sinais]. Tenha em atenção o reflexo dos raios solares na neve (85%), na praia (20%), na água e na relva (5%).

Estar à sombra de um chapéu-de-sol ou toldo não é suficiente para evitar os escaldões. Com templo nublado não se esqueça do protetor solar, uma vez que os raios são quase tão perigosos como com sol.

Mantenha os bebés longe do sol e ensine a proteção solar às crianças desde muito cedo. No 1º ano de idade, as crianças não devem ser expostas diretamente ao sol. Uma queimadura solar na infância duplica o risco de mais tarde se desenvolver um cancro de pele.

Evite salas de bronzeamento, ou solários, pois os UV aumentam o risco de cancro cutâneo e aceleram o envelhecimento da pele. Evite queimaduras solares e escaldões.

As pessoas ruivas, as loiras, com sardas e muitos sinais, devem proteger-se com maior rigor.

Programe as atividades, ao ar livre para a manhã ou fim da tarde. É necessário utilizar óculos de proteção, particularmente as crianças e pessoas de olhos claros.

Consumir frutas, legumes e beber muita água é importante para a proteção da pele e equilíbrio orgânico. Sinal que modifica, ferida que não cicatriza, é tempo de ser vista.

Estima-se que cerca de 80% da dose de radiação tolerada pela pele se atinge pelos 18 anos.

Proteja a sua pele, os lábios e os olhos do excesso de sol.

.