Não há soluções, há caminhos: 22 de junho

Às vezes até arrepia estar a falar da alegria a uma pessoa que está a sofrer e que nessa altura não vê nada, sente tudo escuro e negro à sua roda. É muito difícil consolar as pessoas. Podemos acompanhar e partilhar o sofrimento, mas querer resolvê-lo dando umas palavrinhas de consolo, isso não resolve, infantiliza! Pode-se é solidariamente compartilhar a dor, entrar por essa porta em comunhão com o outro e ajudá-lo a sair para a luz por essa mesma porta da dor que nos amadurece. O grande caminho para a integração e a superação do sofrimento é cultivar as boas relações, a relação de amor.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.