Não há soluções, há caminhos: 1 de junho

Perdão não é desculpa nem esquecimento. Afonso é profunda e injustamente ofendido por Diogo, por uma intriga de Miguel. Mas Miguel quer emendar a mão fazendo Afonso e Diogo encontrarem-se, mas, claro, estes não querem. Afonso, ofendido, procura Carlos, isento na história, para esclarecer o que aconteceu. Afonso depois de mastigar a sua fúria reconhece a injustiça perante Diogo. E Afonso, então, agradece a Carlos e diz a Diogo: “Vamos recomeçar a trabalhar juntos, mas de outro modo.” Isto é o per-dom, o perdão.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.