Concelho junta-se no banco alimentar

Os Bancos Alimentares contra a Fome promovem durante o fim de semana mais uma Campanha de Recolha de Alimentos com o objetivo de levar comida a quem mais precisa. “É um dever cívico de todos”, salientou Marcelo Rebelo de Sousa.

Os Bancos Alimentares contra a Fome promovem durante o fim de semana mais uma Campanha de Recolha de Alimentos com o objetivo de levar comida a quem mais precisa.

A campanha reúne 40.000 voluntários, 2.400 instituições parceiras e 21 Bancos Alimentares e com esta iniciativa a organização explica que pretende dar um contributo para inverter o cenário de carência alimentar que continua a afetar muitas famílias.

Os Bancos Alimentares contra a Fome apoiam mais de 400 mil portugueses e com a campanha os portugueses são convidados a contribuir, seja através da doação de bens alimentares ou de vales, disponíveis nos supermercados e hipermercados e ainda online, ou nos postos de abastecimento a nível nacional.

Segundo a presidente da Federação Portuguesa de Bancos Alimentares contra a Fome, o mote desta campanha será ‘É preciso mais para que falte ainda menos’, e fará apelo à natureza intrínseca do conceito de ‘rede social’.

Este ano a campanha voltará ainda a disponibilizar vales que poderão ser solicitados nas caixas dos supermercados e nos postos de abastecimento de combustível aderentes.

Cada vale tem um código de barras específico associado aos produtos que cada pessoa queira doar ao Banco Alimentar.

O apoio alimentar é distribuído a pessoas com carências comprovadas em parceria com instituições de solidariedade, sob a forma de cabazes de produtos ou de refeições confecionadas.

.