Não há soluções, há caminhos: 17 de maio

A primeira característica do amor é a inteligência. Se o amor não é inteligente, não é humano e até nem sequer é amor! Amor é compreender o outro, dar-lhe o lugar certo, ir ao encontro das suas necessidades e dar-lhe equilibradamente o que ele precisa e eu lhe posso dar. Ora isso só se faz com inteligência, com uma sensibilidade que sabe discernir. Inteligência que dizer “ler por dentro” a realidade. Posse e prazer são uma caricatura do amor. Entregar-se e acolher inteligentemente é próprio de quem ama. Aqui o grande modelo é Cristo.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.