Nascem sete novas empresas em março

Em março, nasceram no distrito de Santarém 120 empresas, mais 16 do que em março de 2018. Só no primeiro trimestre de 2019, já foram criadas 435 empresas, mais 100 sociedades do que em igual período o ano passado.

A análise mensal à criação de empresas no distrito de Santarém é já um hábito da NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém. O ano de 2019 continua a apresentar-se favorável à criação de empresas, tendo todos os meses deste ano, até ao momento, criado substancialmente mais empresas relativamente ao mesmo período do ano passado. O primeiro trimestre de 2019 apresentou a criação de 435 empresas, enquanto que no mesmo período de 2018, foram apenas constituídas 335 sociedades.

A tendência de mais empresas criadas em 2019 continua a verificar-se nem março, o último período analisado pela NERSANT. Neste mês, registaram-se a criação de 120 empresas, mais 16 do que em março de 2018, que só apresentou a constituição de 104 empresas.

No mês de março de 2019, continuam a destacar-se, sem surpresas, os concelhos de Santarém e Ourém. Santarém criou, no passado mês, 20 sociedades, o concelho de Ourém contribuiu com 19 empresas e Benavente, com 10. Tomar acusa 9 sociedades criadas e Torres Novas, 8. Seguem-se os concelhos de Almeirim, Alcanena, Entroncamento e Rio Maior, com a criação de sete sociedades em cada um dos concelhos.

Cartaxo criou 6 empresas, e Salvaterra de Magos e Abrantes, 5 em cada território. Coruche, Sardoal e Vila Nova da Barquinha criaram duas empresas em março, enquanto que os concelhos de Alpiarça, Chamusca, Ferreira do Zêzere e Mação, criaram apenas uma. Constância e Golegã foram os únicos concelhos que não apresentaram criação de empresas em março.

Das 120 sociedades criadas em março no distrito, destaque para o Comércio por grosso (13), Atividades de angariação imobiliária (12), Comércio a retalho de outros produtos (7), Restaurantes (7), Transportes (6), Construção de edifícios (residenciais e não residenciais) (5), Comércio de outros veículos automóveis (5), Manutenção e reparação de veículos automóveis (4), e Outras atividades de consultoria para os negócios e a gestão (4).

Quanto ao sexo dos promotores dos investimentos, continua a predominar o sexo masculino. Os homens criaram, em março, 85 sociedades e as mulheres, 35.

.