Não há soluções, há caminhos: 12 de abril

A maturidade humana, existencial, é uma experiência que se mede pelo grau de unidade de vida, de continuidade de vida e de integração de vida. E toda a falta de unidade, de continuidade e de integração produz um conflito consigo próprio e com os outros, isto é, diaboliza-nos, divide-nos. A vida tem de se tornar um todo contínuo como uma corda que se vai tecendo com os vários fios, sem deixar nenhum deles solto. Não somos pequenos blocos desligados do todo, estáticos, sem história. Tornamo-nos adultos quando crescemos na unidade, pela continuidade da vida, através da integração. A integração vem na medida em que nos entendermos como uma história positiva e que vale a pena ser partilhada. Integrar é assumir positivamente, mesmo o mais duro, e assumir é crescer com isso.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.