Não há soluções, há caminhos: 9 abril

Domingo de Páscoa. Este é aquele dia que verdadeiramente se pode chamar domingo, isto é, dia do Senhor, dia d’Aquele que está vivo e garante o sentido das nossas vidas abrindo a luz na escuridão, mostrando a vida nova que está a nascer das dores tomadas com amor. Domingo de Páscoa, ou da passagem. Passagem da vida mesquinha à vida plena! Levamos três dias a apercebermo-nos desta passagem. A morte e a perda chocam-nos, é o primeiro tempo. Depois vem o tempo seguinte, o de assimilar a perda, de a confrontar! Ao terceiro dia já começamos a ver as coisas de outro modo, estamos prontos para a aparição.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA

.