Olivença: Três monstros em ombros

Em ambiente memorável, foram vistos, em Olivença, para ver três MONSTROS da tauromaquia mundial – VENTURA, PONCE e EL JULI. Praça cheia, com um grande número de portugueses que não param de chegar. DIEGO VENTURA teve uma fraca transmissão do seu primeiro, mas a culpa do seu sucesso foi toda sua… Este bem nos dois toiros de Maria Guiomar Cortes de Moura, mas foi no segundo, recreando- -se com soberbas bandarilhas com o seu cavalo Fino, matou de estocada inteira. 2 orelhas. HERIQUE PONCE é eterno! Como dá gosto vê-lo tourear. Com um sentido de lide do seu primeiro toiro, de Carcigrande, com tudo incluído, inclusive “poncinas” de regalar os olhos. Estocada inteira e 2 orelhas justíssimas. No seu segundo, cumpriu calendário, por culpa do seu oponente. JULIAN LOPEZ ESCOBAR, EL JULI, foi um colosso, um livro aberto com muitas folhas, com técnica e poderio. Duas faenas de indiscutível saber. Excelente estocada e 2 orelhas com muito mérito. Com a muleta fez com que os seus oponentes passassem como, quando e onde quis. Teve petição de rabo. No seu segundo, também de Carcigrande, bem porfiou, mas o seu oponente não deu para mais nada. Foi ovacionado nos médios. quer Diego Ventura, quer El Juli, brindaram as suas faenas ao Maestro João Moura, uma das muitas presenças lusas, em Olivença. Tarde memorável a do passado sábado, em Olivença, tendo os três toureiros saído em ombros pela Puerta Grande do muito bem cuidado tauródromo raiano de Olivença.

A. J. Madureira

.