Não há soluções, há caminhos: 12 março

Um dos aspectos da nossa cultura da facilidade, do comodismo e do desencanto é este engano do quero tudo e já! Esta tentação enorme corrige-se com o sentido da gradualidade, de um crescimento por pequeninas perdas e encontros, perdas que permitem novos encontros. Crescimento para integrar e aceitar uma novidade e que se caracteriza precisamente pela gradualidade com que as coisas se fazem. Esta é uma atitude muito positiva na vida, por um lado não perder a visão de conjunto, a globalidade, e por outro lado ir degrau a degrau, pacientemente.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA

.