Não há soluções, há caminhos: 9 fevereiro

Há muita gente que se acha boa pensando: “Mas que mal é que eu faço, se não mato, nem roubo, nem minto?” E com isso pensa ter direito à tranquilidade de consciência. Ora há muitos pecados de omissão! Que fiz eu hoje de bom, de gratuito, por alguém? Aliás, a melhor maneira de evitar o mal é fazer o bem.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê

.