Gustavo Pimentel ajuda a gostar de música

Gustavo Pacheco Pimentel, ao vivo e a cores, a cantar para o projeto A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria.

Natural da freguesia de Benfica do Ribatejo, historiador de ofício, desde cedo se dedicou à atividade cultural, especialmente ao folclore do concelho de Almeirim, sendo exemplo disso as leituras que deste tem apresentado no âmbito do grupo “Sanct’Irene Ensemble”, que também fundara no ano de 2016.

Filho adotivo de Paço dos Negros, fez por herdar o romanceiro e o cancioneiro, tal como outros saberes da tradição oral local, trabalho esse recolhido e publicado por Manuel Evangelista, que também já tem dado muito que falar na luta pela valorização da história e cultura da Ribeira de Muge e concelho de Almeirim.

Desta feita, o “Pipó” e o “Tremoço Rechonchudo”, duas cantigas do repertório memorial de Jesuína Vitória (Paço dos Negros), aqui apresentadas à Associação A Musica Portuguesa A Gostar Dela Própria, que “tem, desde 2011 com o trabalho do realizador Tiago Pereira, vindo a criar uma consciencialização para o conhecimento e importância de um património vivo e muitas vezes esquecido de tradição oral, cantigas, romances, contos, práticas sacro-profanas, músicas, danças e também gastronomia.

Esta consciencialização, que é essencialmente um mecanismo de alfabetização da memória, lembra-nos de que é urgente documentar, gravar e reutilizar fragmentos da memória de um povo.”

Veja aqui.

.