Papas e Bolos

Pouco mais de um ano após a inauguração de mais um troço da circular urbana, 2 de Outubro de 2017, eis que somos brindados, como “prenda” de Natal, com uma reparação do asfalto. A necessidade desta reparação tinha sido anunciada logo após a inauguração (supostamente não apressada), mas os almeirinenses tiveram de esperar mais de um ano e pela época natalícia para que a correção dos erros, seja anunciada como uma vitória do executivo. Esperamos que esta reparação tenha sido feita ao abrigo da garantia da obra e não tenha, por isso, custado mais dinheiro aos almeirinenses. Perguntamo-nos, porquê é que este tipo de preocupação (e muito bem) com o asfalto deste troço não é igual em todo o concelho? Onde existem ruas e estradas a aguardar correção, conclusão ou instalação de pavimento, valetas, passeios, iluminação, etc. Infelizmente, por motivos profissionais, não me foi possível estar presente na última Assembleia Municipal, mas até partilho da preocupação do presidente da Câmara, no que diz respeito ao futuro. Mas o que mais me preocupa é não ver essa “preocupação” espelhada no dia a dia, pois o executivo continua a comprar terrenos e edifícios, renegociar empréstimos e preparar novos, anunciar investimentos com verbas Europeias, em que muitas das vezes não anuncia qual a percentagem que a Câmara terá de pagar. Não é só, embora esteja de total acordo, na alteração de iluminação pública que se faz a poupança que permita estes investimentos. Com isto, ocorre-me um ditado popular, “com papas e bolos, se enganam os tolos”, não querendo acreditar que a população de Almeirim se deixe enganar desta forma!

.