Não há soluções, há caminhos : 27 dezembro

Ver o invisível não é contradição, é sabedoria e perspicácia. De um dia para o outro, ninguém vê uma planta ou um bebé crescer e, contudo, cresce. Sei isso bem e posso educar o olhar a certos sinais que fazem ver o que certos olhos superficiais e sem fé não vêem. É que há dois tipos de olhos para ver: o que vê por dentro e mais longe e o que vê sem horizonte nem profundidade.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS

.