Da esquerda para a direita: Abandono

Ao longo dos anos, a CDU tem tido uma grande preocupação com a forma como o património edificado do concelho de Almeirim tem sido considerado pela maioria que governa os destinos a nível local. Um exemplo concreto diz respeito ao Paço Real da Ribeira de Muge.
Este bem patrimonial é o berço de Paço dos Negros, símbolo identitário desta aldeia da freguesia de Fazendas de Almeirim, preserva em si o que resta da presença da corte nos sécs. XV e XVI no território do atual Concelho de Almeirim, cuja importância tem sido reconhecida pela autarquia ao longo do tempo, tendo vindo a adquirir várias parcelas do mesmo. No entanto, isso não bastou para que o espaço fosse mais valorizado e preservado, pelo contrário.
A CDU já reuniu com uma associação local que se manifestou preocupada com o estado de conservação do complexo do Paço Real da Ribeira de Muge. Da visita ocorrida, foi com bastante apreensão que registamos o estado a que chegou o espaço, tanto pelo seu abandono, mas também pelo uso abusivo a que é sujeito, nomeadamente com a passagem de carros e o despejo de lixo junto à Vala do Pomar. Preocupados com a situação, os eleitos da CDU apresentaram uma recomendação à Câmara Municipal no sentido de que se procedesse, de imediato e com urgência, ao bloqueio físico do espaço, para que veículos automóveis não consigam entrar dentro do complexo do Paço Real da Ribeira de Muge.
Apelaram a que fosse realizado um estudo para melhor preservar a zona do desaparecido palácio (pavimentos de tijoleira, arranques de paredes, soleiras de portas), e à necessária consolidação de estruturas em risco como são o pórtico e a ponte sobre a Vala. A recomendação foi aprovada pelo que aguardamos que o abandono deste património não continue a verificar-se!

Sónia Colaço – CDU Almeirim

.