Da esquerda para a direita : (des)Informação

Falando do tema do momento. Primeiro, questiona-se o arranque tardio destas obras. Desde Abril que foi tornado público a renovação da Escola de Paço dos Negros.

As obras em Marianos, segundo o que apurei, apenas começaram em Agosto. Caso tivessem começado antecipadamente, qualquer imprevisto que surgisse seria corrigido sem a necessidade de recorrer a desculpas.

Segundo, e mais importante, questiona-se se na freguesia de Fazendas de Almeirim, ou no restante concelho, não existem salas em condições para albergar 70 crianças. Justifica-se gastar dinheiro numa escola que se encontra fechada e que vai abrir apenas temporariamente para estes alunos? Semanalmente, são feitas publicações de um sem fim número de obras, grandes, pequenas ou megalómanas que brotam no nosso concelho.

Apesar de se recorrer à palavra fundos comunitários para justificar a realização e o valor das mesmas, não nos devemos esquecer que esses fundos não deixam de ser financiados por nós.

Entristece-me quando essas obras se arrastam no tempo ou criam problemas que não existiam ou, por outro lado, são realizadas à pressa. Alerto para o facto de sermos bombardeados constantemente com informação, não significa que estejamos a ser informados sobre aquilo que realmente importa.

Aliás, a melhor forma de desinformar é informar sobre muita coisa. Pior do que isso só mesmo tentar que publicações menos positivas não sejam divulgadas.

Posto isto, com as trapalhadas resolvidas, acredito que todos queremos o melhor para as nossas crianças e que todos fazemos os nossos maiores votos de sucesso para aqueles dão os primeiros passos no seu futuro, certamente, risonho.

João Rosa – CDS Almeirim

.