Tribunal de Contas dá luz verde para compra de terreno

O Tribunal de Contas deu luz  para a compra de quase oito hectares de terreno entre o circuito de manutenção e a Urbanização da Quinta do Foral.

Em junho, a Assembleia Municipal de Almeirim votou favoravelmente, a adjudicação do empréstimo bancário de 710.000,00 € para comprar um terreno de 7,7 hectares (a dimensão de quase oito campos de futebol) atrás do circuito de manutenção.

Publicidade

Esta zona fazia parte do primeiro plano de pormenor, com previsão da construção da sede da CRIAL, Jardim de Infância, prédios e moradias.

Volvidos todos estes anos, a Câmara Municipal de Almeirim contactou o proprietário desse terreno para comprar apenas um hectare para a circular urbana, no entanto Pedro Ribeiro entendeu que podia estar perante uma boa oportunidade de negócio.

“A Câmara foi negociar 1,1 hectare para a circular urbana, mas surgiu a oportunidade de vender tudo. Julgo que estamos perante uma compra de visão porque é a pensar nas próximas gerações e como reserva de equipamentos”, sublinha Pedro Ribeiro.

O autarca comparar mesmo o que foi feito por Alfredo Calado no Parque da Zona Norte: “Pode existir aqui uma comparação com o parque da zona norte que Alfredo Calado comprou e colocou algumas árvores e depois Sousa Gomes construiu”.

Ns 7,7 hectares não estão previstas obras no momento para além da circular urbana.

“Esta compra tem dois objetivos: Permitir a construção de mais um troço da circular urbana, permitindo a ligação da Av. Liberdade à circular. Ao mesmo tempo que nos permite ficar com uma reserva de terreno de cerca de 6,5 hectares para projetos futuros. Com grande probabilidade não será nada para eu fazer enquanto Presidente da Câmara, mas as cidades planeiam-se a vários anos de distância, independentemente de quem sao os protagonistas”, sustenta Pedro Ribeiro nas redes sociais.

.