Não há soluções, há caminhos: 17 setembro

Uma grande tentação nossa é a de absolutizar. Pegar num acontecimento negativo e dizer: “é tudo assim”. Olhar um problema sério e não ser capaz de ver mais nada para além disso. Absolutizar cega e escraviza. O caminho é, pois, o de relativizar, não tirar do contexto, ver também o resto dos acontecimentos e, depois, relacionar com outras exigências. Relativizar e relacionar! Começa aí o caminho de paz.

Vasco P. Magalhães, sj

.