Militar da GNR de Almeirim transferido por suspeita de desvio de verbas

Um militar do Posto Territorial de Almeirim foi preventivamente suspenso pelo período de 90 dias, por suspeita de desvio dinheiro de coimas e de serviços gratificados, segundo avançou o Jornal de Notícias na edição impressa de 2 de agosto.

O militar, de 40 anos, desempenha funções administrativas há vários anos no posto de Almeirim e está a ser alvo de um investigação interna da Guarda Nacional Republicana.

Segundo o JN, pode estar em causa possível falsificação de documentos e recibos relativos a pagamentos de serviços gratificados a outros militares, bem como a multas aplicadas pela GNR de Almeirim, desviando o dinheiro em proveito próprio.

À comunicação social o Comando da GNR de Santarém confirmou que está a decorrer um inquérito disciplinar interno mas não adianta mais informações até o mesmo estar concluído.

O militar suspeito foi entretanto transferido para o posto territorial da GNR de Santarém, com novas funções no patrulhamento enquanto decorre o inquérito mas meteu baixa psicológica.

 

ATUALIZAÇÃO

O Almeirinense conseguiu mais tarde apurar que o desvio das verbas não envolve coimas ou o serviço de gratificados. Leia aqui o desenvolvimento desta notícia.

Caem por terra suspeitas de desvio de verbas no Posto da GNR de Almeirim

.