Feira de S. Pedro 2018 trás Toy ao Chouto

Realiza-se nos próximos dias 22, 23 e 24 Junho a centenária Feira de S. Pedro no Chouto.

Dia 22 os cabeça de cartaz são os Bezourinhos de Ferdinand, no dia 23, a Micaela e para encerramento no dia 24, o Toy.

Em épocas mais recuadas era na rua que se montavam as barracas. Agora, a Feira de S. Pedro  realiza-se num local onde outrora existia um campo de oliveiras, hoje já com estruturas cuidadas. Com o evoluir dos tempos, o barro, as quinquelharias, as roupas, a fruta, foram ganhando espaço nesta feira que acaba por ser a montra das actividades económicas locais. Entre as diversões os espectáculos musicais, o folclore e as atividades desportivas, ainda por lá continuam a estar em todos os tamanhos, com os mais variados sons, os chocalhos. O Chouto no final de Junho continua a ser lugar de reencontro das suas gentes. A feira é festa. Renovam-se energias para recomeçar de novo um longo ano de trabalho.

Reza a história que terão sido os pastores e boieiros os primeiros a juntar-se aqui, para arranjarem trabalho, por ser altura de ajuste, e chocalhos para o gado, tudo daí derivando. 

O dia de S. Pedro era então o dia do seu encontro, que aqui trocava os chocalhos. A sombra dos sobreiros era igualmente o local onde se acertavam as “comedrias”, ou seja, as condições em que os pastores iam guardar os rebanho de ovelhas, cabras e ainda as varas de porcos dos seus novos patrões. Da troca à venda foi um passo, dando lugar aos artesãos e ao comércio de todo o tipo de utensílios para a lavoura, incluindo os baldes e púcaros de leite, bem como as cardas que então forravam as tamancas, o calçado mais frequente na época.

.