Da Esquerda para a Direita: A Vala

A vala de Almeirim, local de lazer e prazer com boas sombras, ciclovias na sua margem, cartão-de-visita para quem vem saborear a nossa Sopa da Pedra. A minha imaginação está muito activa, infelizmente ainda não posso concretizar esta visão! Desde há vários anos que contamos com notícias na imprensa local e regional sobre a vala real, com relatos de peixes mortos e muitas ervas infestantes. Mais recentemente, a CDU e Os Verdes tornaram a alertar para a poluição da água, através de perguntas ao Governo e ainda na campanha eleitoral autárquica chamaram a atenção de todos quanto passaram na EN 114 colocando uma faixa a denunciar a grave Da situação. As jornadas parlamentares do PEV tiveram como tema “Rio Tejo – Poluição e outros conflitos” e no dia 26 de março a comitiva passou por Almeirim para verificar o estado da vala Real uma vez que é um afluente do Tejo e sujeita a poluição que irá desaguar naquele rio. Os deputados ecologistas Heloísa Apolónia e José Luís Ferreira, juntamente com ativistas do PEV do concelho de Almeirim e alguns membros do Grupo Verde no Parlamento Europeu e do Partido Verde Europeu estiveram junto à vala. Aí assumiram ser importante ter o papel de alerta e de denúncia persistente, fazer pressão junto das entidades responsáveis e levando os casos até à Assembleia da República de modo a que com propostas concretas se resolvam estas questões de poluição tão flagrante. Somos todos necessários para denunciar esta situação e sonhar que é possível fazer daquele local um sítio de lazer.

Rita Fernandes – CDU Almeirim