Quem é o “Zé dos Fogos”

FIGURA Muitos de nós não sabíamos que António Rosário é o “Zé dos Fogos”.

De onde vem o nome “Zé dos Fogos”?
Quando era pequeno chamava os bombeiros para ouvir a sirene a tocar. Gostava de ouvir a sirene e ainda hoje continuo a gostar dos bombeiros.

Quem é que lhe colocou essa alcunha?
Foram as pessoas da terra que me colocaram esta alcunha. Mas como eu chamava muitas vezes os bombeiros, quando depois tocava a sirene as pessoas começavam a desconfiar.

Mas porque é que fazia isso, embora reconhecendo que não era a atitude correta?
Sim, é verdade, e ninguém o deve fazer, mas fazia-o porque gostava de ouvir a sirene dos bombeiros a tocar.

Quando a sirene tocava, como reagia?
Quando a sirene tocava, eu ia a correr para junto do quartel dos bombeiros voluntários de Almeirim.

O que sentia ou sente quando a sirene toca?
Quando toca a sirene o meu coração começa logo a saltar para saber onde são os acidentes e os fogos.

Então o seu sonho era ser bombeiro?
Era, o meu sonho foi sempre ser bombeiro. Ainda hoje me toca no coração quando toca a sirene. Vou logo a correr.

E porque é que não conseguiu ser bombeiro?
Gostava muito mas não é fácil, tem que ser alguém que dê lá um toque para eu ter uma farda de bombeiro para no fim se poder dizer: “Olha, afinal, o sonho do Zé é ser bombeiro.” Seja de noite ou de dia está sempre cá dentro.

Costuma falar com os bombeiros de Almeirim?
Vou todos os dias ao quartel.

O que é que vai lá fazer?
Vou lá ver se está tudo bem e conversar um pouco com as pessoas.

Todos os anos toca a sirene na passagem do ano?
Todos os anos, no dia de Ano Novo, do dia 31 para o dia 1 de janeiro.

Mudando de assunto, de onde vem o gosto pelos touros?
Porque é a minha tradição e das pessoas de Almeirim e, claro, porque também sempre gostei muito da Praça de Touros de Almeirim. Lembro-me dos tempos em que o Sr. João me dava um bilhete para as corridas de touros onde eu sempre gostei de ir .

É também o Zé que faz a distribuição dos cartazes para as corridas?
Sim, distribuo sempre os cartazes para as corridas de touros.

E depois vai ver as corridas?
Sim, sempre. Tenho sempre um bilhete de borla para ver as corridas na praça de touros.

Todos os almeirinenses têm, pelo menos eu tenho a memória de o ver sempre com um rádio.
Andava sempre com um rádio. Lá ao pé da rodoviária, na Rua de Alpiarça.

Ouvia a Rádio Local de Almeirim?
Sim, sempre.

E porque é que ouvia a rádio?
Era para ouvir música.

Quando a praça de touros estiver pronta, acha que vem para aqui muita vez?
Quando isto estiver arranjado tenho é que ir ver a corrida de touros em Almeirim.

 

À LUPA

Nome: António José Gerardo do Rosário
Idade: 48 anos
Estado Civil: Solteiro
Habilitações literárias: Estudou na escola Canto do Jardim e tem o 6.º ano
Clube: SL Benfica
Hobby: Tauromaquia