Quem é João Silva?

ESTÓRIA João Silva já foi Louvado pelo estado Português como exemplo a seguir e o osteopata conta tudo sobre a sua vida para lá da marquesa.

O que se imaginava a fazer antes?
O meu sonho sempre foi poder ajudar pessoas, pensava em ir para para os especialistas além fronteiras ou ter alguma profissão em que pudesse ajudar pessoas, mas também sonhava em conhecer o mundo, conhecer outros países, por isso acabei por ser militar contratado e depois ir até Paris e Bélgica, mas o grande sonho mesmo sempre foi ser pai e constituir família, nunca tive pai, como tal esse era o grande sonho, por isso regressei a Portugal e fui atrás desse objectivo, hoje tenho três lindos meninos e só espero ter saúde para os ver crescer, atualmente só preciso saúde e vivo um dia de cada vez como se fosse o último, antes sonhava muito, agora não durmo.

No início como fazia para não magoar os pacientes?
A minha técnica sempre foi a que atualmente ainda tenho, primeiro preciso sentir em mim, toda e qualquer técnica e só depois a aplico a terceiros, pois não gosto que me magoem, sou muito sensível e trato os outros como eu gosto que me tratem a mim, claro que também tive as minhas cobaias, os familiares e amigos mais próximos são sempre cobaias como é óbvio, mas se sentirmos no nosso corpo primeiro já não magoamos ninguém.

Quando tem uma dor quem é o trata?
Por norma tenho de fazer vários tratamentos a minha coluna vertebral e recorro sempre à minha Osteopata de eleição que é a Osteopata Marina Silva, minha esposa por sinal, mas é ela que tem de me tratar, com os problemas que eu tenho tenho de escolher bem quem toca na minha coluna vertebral, pois é um caso muito sensível em que não se podem cometer erros e nem todos conseguem fazer certas manipulações na cervical, quando temos infelizmente um problema conhecemos todos os detalhes e é mais fácil ajudar outras pessoas mas temos de ter sempre muita atenção também a quem nos trata a nós e atualmente a Marina é uma das melhores especialista nesta área da Osteopatia.

Porque se fixou em Almeirim?
Quando regressei de França, Coruche estava muito parado no tempo, certamente devido a política local em que era a CDU quem comandava e não aceitavam empresários de fora, não gostavam progressos para os jovens, nem sequer uma piscina havia e acabávamos por vir para Almeirim , onde a cidade funcionava de uma maneira mais aberta e mais jovem, havia construção de casas novas, as pessoas bastante sociáveis e simpáticas, uma região estrategicamente bem situada e uma cidade muito bonita, simples e pequena mas muito bonita, adoro Almeirim em todos os aspectos e conheço ,muitos países e cidades, mas se escolhesse hoje a escolha seria à mesma, Almeirim está no meu coração e meus filhos já são os três almeirinenses com muito orgulho, a nossa cidade é maravilhosa e as associações e a forma como as pessoas se relacionam e se ajudam para qualquer evento é de meter inveja ás cidades grandes, em Almeirim temos tudo o que precisamos para ser felizes por isso a minha escolha em 1997, altura em que passei a viver em Almeirim.

Imagina-se a trabalhar até quando?
Essa é uma pergunta gira, eu tenho muita imaginação mas neste caso a resposta é simples, imagino-me a trabalhar toda a vida, até porque não estou a ver outra alternativa senão ter de trabalhar sempre, mas se me saísse o euromilhões eu continuava a trabalhar a mesma forma, nunca deixo de ajudar quem precisa da minha ajuda, se eu puder tirar a dor a alguém ou colocar alguém a sorrir já tenho um dia melhor, fazer o bem a alguém é algo que nos motiva e muito diariamente.

E praticar desporto. Gosta?
Gosto de praticar desporto mas só mesmo por brincadeira com meus filhos, não tenho muito tempo para praticar desporto mas é algo que está na minha agenda para fazer a curto prazo, mas a minha vida já é um desporto constante.

Quando era mais novo dava mais caneladas?
Caneladas é comigo, mas comecei a trabalhar com 12 anos por isso não tinha tempo para desporto ou brincadeiras, a vida foi um pouco dura e a preocupação era ter algo para comer, por isso não tenho jeito para nenhum desporto sou completamente azelha em desportos, por vezes convidam-me para jogar a bola mas só ara não estragar o jogo dos meus amigos nem vou jogar, mas se for arranjo pacientes depressa.

Gosta de cozinhar?
Tem dias, a minha esposa adora cozinhar por isso não cozinho nunca, mas é algo que me descontrai, por vezes faço com meus meninos e fica sempre algo muito gourmet, claro que leva sempre arroz e salsichas, no início eles diziam que ficava tipo comida africana mas já melhorou, mas gosto sim.

Qual o prato favorito?
O meu prato favorito é massa de atum, mas adoro sopa da pedra e tudo o que leve arroz ou massa, para mim todos os pratos deveriam ter arroz.

E sopa da pedra também gosta?
Adoro sopa da pedra, mas só como sopa da pedra em Almeirim, já tentei comer em Lisboa ou noutro local e é uma vergonha deveria ser proibido terem à venda sopa da pedra que não tem nada a ver com a nossa em Almeirim, a nossa é divinal, muito boa, adoro.

Qual foi o último livro que leu? E filme?
O ultimo livro foi o “vendedor de sonhos” de Augusto Cury e o Filme foi “A forma de Água”, filmes vejo todos os que consigo, adoro ver filmes.

Achou justas as distinções na última edição os Óscares?
Não acompanhei a edição dos Óscares, mas não gostei muito do filme “A forma de Água” por isso não sei se as distinções foram pelos melhores filmes ou se por questões de politica de bastidores.

 

À LUPA

Nome: João Manuel Sousa Da Silva
Data de Nascimento: 10/06/75
Estado Civil: Casado
Filhos: João Bernardo S. Silva 19 anos,
Salvador Filipe J.S. Da Silva 12 anos e
Ravi Gabriel J.S. Da Silva com 7 anos.

.