Não há soluções, há caminhos: 4 de fevereiro

Fazer um exame de consciência, mais que diário, várias vezes ao dia.

No fim de um acontecimento, no fim de uma conversa, perguntar: “O que é que isto me ensina, o que é que eu aprendi com esta situação?” Não é só ver no que é que falhámos, mas, melhor do que isso, ver em que é que acertámos!

O que é que se pode desenvolver? É esta a grande pedagogia do Evangelho, alimentada pela pedagogia do perdão, de um Deus que acha sempre que se pode recomeçar, mesmo falhando.

Vasco P. Magalhães, sj