Militar ferido após perseguição já teve alta hospitalar. Condutor que fugiu à Brigada de Trânsito fica em liberdade

O militar da Brigada de Trânsito ferido na sequência de uma colisão frontal com um carro que estava em fuga, na quarta-feira, 24 de janeiro, já teve alta hospitalar. Após acidente com o homem em fuga, o militar da GNR foi transportado ao Hospital de Santarém e teve alta perto das 15h, de quarta-feira, apenas com ferimentos ligeiros.

O indivíduo que fugiu às autoridades, foi detido aquando do acidente e as autoridades verificaram que não possuía carta de condução. Foi posteriormente presente ao juíz que o colocou em liberdade com a medida de coação mais simples: termo de identidade e residência, uma vez que o processo baixou a inquérito.

Recorde-se na passada quarta-feira, 24 de janeiro, que um veículo conduzido por um indivíduo de etnia cigana e oriundo de Odivelas foi mandado parar no IC10, mas desobedeceu à ordem das autoridades e foi aí iniciada uma perseguição. Durante alguns quilómetros, o mercedes foi perseguido até à estrada nacional 114 e depois circulou numa estrada de campo em Fazendas de Almeirim. E ai se dá a colisão quando a viatura da GNR surge em sentido contrário, provocando avultados danos em ambas as viaturas.

No local estiveram ainda cinco elementos dos Bombeiros Voluntários de Almeirim apoiados por duas viaturas, o Núcleo de Investigação de Crimes de Acidentes de Viação da GNR e várias elementos da Brigada de Trânsito da GNR que prestaram apoio na operação.