RUTIS recebe prémio nacional e é eleita para a direção da Rede Internacional de Projetos Educativos para maiores de 50 anos

A RUTIS (Associação Rede de Universidades da Terceira Idade) recebeu recentemente duas distinções pelo trabalho desenvolvido em prol do envelhecimento ativo, da formação ao longo da vida e da valorização dos seniores.  

O presidente da RUTIS, Luís Jacob, foi eleito no passado dia 16 de novembro, Presidente da Rede Internacional de Projectos Educativos para maiores de 50 anos (RIPE+50), cuja direção é constituída também por cinco elementos, dois de Espanha, um do Brasil e um da Eslováquia e que engloba mais de 15 países da Europa, África e América do Sul. O objetivo desta rede consiste em divulgar e trocar experiências internacionais sobre educação para seniores. A eleição decorreu em Lisboa durante a II Conferência Internacional de Projectos Educativos para Seniores.

Já a 21 de novembro, a RUTIS recebeu o Prémio Nacional Anual de “Educação de Adultos” atribuído pela Associação Direito de Apreender, a associação mais relevante em Portugal nesta área. Este troféu foi entregue pelo presidente da INATEL, Francisco Madelino, durante o encontro nacional Aprender ao longo da vida realizado no ISCTE, em Lisboa e que reuniu mais de 300 pessoas ligadas à temática. O Projeto “Letras Prá Vida”, da Escola Superior de Educação de Coimbra recebeu a Menção Honrosa.

Em comunicado, a RUTIS revela que estas distinções os enchem “de orgulho e motivação para prosseguir o trabalho que temos vindo a desenvolver”, não deixando de agradecer a “dedicação e empenho da nossa equipa técnica, dos nossos parceiros, dos muitos professores, voluntários, queridos alunos, dirigentes, autarcas e toda a rede que nos apoia, faz crescer e dá vida às universidades seniores”, conclui a associação.