Campo Pequeno: Triunfo de Manuel Dias Gomes e Forcados de Santarém. Bronca estrondosa a Padilla

Manuel Dias Gomes e Forcados Amadores de Santarém estiveram ao mais alto nível numa noite de desastre para mestre Padilla, na primeira praça do país.

O reinado de Juan José Padilla terminou na passada quinta-feira, 7 de setembro, no Campo Pequeno. O público despediu-o com assobiadela monumental, depois da desastrosa atuação desenvolvida ao quinto toiro da corrida, onde deu apenas um cheiro da sua graça no seu primeiro. Os toiros de Manuel Veiga, não serviram, mas Padilla também não serviu. O espanhol esteve mal no capote, não bandarilhou e esteve péssimo na muleta.

No último toiro da corrida, Manuel Dias Gomes obrigou-o a ser “toiro-toiro”, tendo desenvolvido uma faena dos pés à cabeça, repleta de atitude, com um temple enorme e arte infinita.

Luís Rouxinol esteve regular no seu primeiro, mas brilhou no seu segundo, com ferros de alto nível.

Os Forcados Amadores de Santarém estiveram ao mais alto nível, com duas extraordinárias pegas à primeira, através de António Taurino e Francisco Graciosa.

Excelentes os bandarilheiros Cláudio Miguel, João Ferreira e João Oliveira, da quadrilha de Manuel Dias Gomes.

Lidaram-se toiros “Vinhas” na lide a cavalo e “Manuel Veiga” na lide apeada. A praça registou uma entrada de público na ordem dos 3/4 (fracos). A direção de Manuel Gama foi irregular.