Doce – 1 de setembro

Os gelados Pascoalini chegaram a Almeirim com a abertura de uma loja no mercado da cidade. Vejo nesta notícia que o Almeirinense revelou na edição online, três aspetos muito positivos: há quem continue a acreditar num espaço com tanta história, há quem seja de fora e esteja a investir no concelho e tenha tido na região um bom local de colheita para produtos e (porque também sou um pouco guloso) agora temos a poucos metros autênticas delícias. Já tínhamos vinho, pão, sopa e outras iguarias … agora também temos gelados. O que mais falta na gastronomia almeirinense? O empresário Rui Pascoalinho está de parabéns por esta aposta. A loja de Almeirim surge logo a seguir à aposta em Lisboa e Santarém. É sinal de que na província existe potencialidade. Agora não podemos só exigir ter as coisas em Almeirim e nada fazermos… A marca de gelados mais conhecida de Santarém, e que também tem percorrido o país em alguns eventos de street food, abriu uma segunda loja desde abril. O novo espaço tem mais de 100 sabores da Pascoalini do Bairro Alto. Há gelados inspirados em doces regionais do Ribatejo, como é o caso dos Pampilhos, Celestes, ou mousse de chocolate com Arrepiados, típicos de Almoster, mas também versões tradicionais com fruta fresca, como morango, melão, tomate (todos de Almeirim), figo, pera rocha, ou os de chocolate Oreo e M&M, que ficam perfeitos quer em cone, quer em copo.

 

Valter Madureira