O Festival que quer ser cada vez mais nacional

A maior mudança do quinto Festival da Sopa de Pedra e do Petisco vai para o facto da corrida Al Color Night Run, no dia 2 de Setembro, terminar no recinto do certame.

O festival foi apresentado no dia 27 Julho e resulta da parceira da câmara com a Confraria Gastronómica de Almeirim. O festival vai decorrer entre 30 de Agosto e 3 de Setembro, no Parque das Tílias, junto à praça de toiros. A organização mantém o apoio solidário iniciado em 2016 com duas instituições da cidade, a Fraterna Ajuda Cristã (FAC) e a Proabraçar. O festival este ano é apadrinhado pela chef Irene Pimenta. Rui Figueiredo disse que a Confraria “tem vindo a ser feito um grande esforço para que este evento seja uma referência a nível nacional”.

Na quarta-feira, dia 30, o Festival vai ser inaugurado pelas 19h, depois segue-se a apresentação e prova de vinhos (20h30), Show Cooking com Chef Maria Simões e dia fecha com atuação da banda Geração XXI.

No dia 31 de agosto, haverá apresentação e prova de vinhos (20h30), Show Cooking com Chef Catarina Rodrigues e dia fecha com atuação da banda Rosinha.

No dia 1 setembro, segue-se a apresentação e prova de vinhos (20h30), Show Cooking com Chef Paulo Osório, atuação da bandaThe TT-Linha e à meia noite Dj Tiago Leiria, com o encerramento programado para as 2h.

A noite de sábado, dia 2, só termina pelas 3h da madrugada e terá como ponto alto a Al Color Night Run e há mais atividades: pelas 18h30 Show Cooking com Chef Céu Carvalho, a apresentação e prova de vinhos (20h), Show Cooking com Chef João Dias (20h30), atuação da Banda DFB e da meia noite até às 3h Dj André Henriques.

No dia 3 de setembro, o Festival termina com mais uma apresentação de prova de vinhos (20h30), Show Cooking com Chef Irene Pimenta e atuação da Banda Xerife.

Ainda sobre o Festival, o Vereador Manuel Sebastião propões que o Festival da Sopa da Pedra e do Petisco mude de nome, sugerindo que caia a palavra Petisco e entre Vinho.

Também, o Presidente da autarquia mostrou vontade de incluir “caralhota”, mas para este ano essas alterações já não são possíveis. Pedro Ribeiro compromete-se a apoiar esta mudança caso esteja no próximo executivo.