Sumol+Compal avança para a greve

Os trabalhadores da Sumol+Compal convocaram uma greve e uma concentração para terça-feira, 29 de Agosto, em frente às instalações da empresa em Pombal, para denunciar o incumprimento do salário mínimo nacional.

Em comunicado emitido nesta terça-feira, após os plenários de 16, 17 e 18 de Agosto, o Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal (Sintab) indica que os trabalhadores da Sumol+Compal “determinaram em plenário uma concentração à porta da empresa, em luta contra a administração, que desrespeita o aumento do salário mínimo nacional e que não negoceia com o sindicato o caderno reivindicativo apoiado pelos trabalhadores”.

Esta concentração contará com a presença do secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, pelas 15h, segundo o sindicato.

Em declarações à Lusa, Rui Matias, do Sintab, disse que, após os plenários da semana passada, “foi entregue à empresa, ao Ministério do Trabalho e aos trabalhadores um pré-aviso de greve” para o mesmo dia da concentração em Pombal. Questionado sobre quantos trabalhadores estão abrangidos pelo incumprimento do salário mínimo na Sumol+Compal, o sindicalista afirmou que tem “mais de 10 casos identificados” e apontou que “há várias dezenas de trabalhadores nesta situação”.

Fonte: Jornal Público