Proteção Civil lança alerta amarelo de calor e perigo de incêndio florestal

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) lançou esta quinta-feira um alerta nacional de perigo de incêndio florestal, estabelecendo o estado de Alerta Amarelo

Segundo o comunicado da ANPC o calor que se faz sentir deve-se a uma massa de ar muito quente que é transportada na circulação conjunta de um anticiclone localizado a noroeste da Galiza e de um vale depressionário que se estende desde o norte de África até à Península Ibérica. As temperaturas vão se manter elevadas pelo menos até domingo, dia 18 de junho.

De acordo com as disposições legais em vigor, a ANPC recorda no seu comunicado que é proibido realizar fogueiras para recreio ou lazer, ou para confeção de alimentos; utilizar equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confeção de alimentos; Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração; Lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes; Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem; Fumigar ou desinfestar em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.

No comunicado emitido esta quinta-feira a ANPC deixou ainda algumas medidas preventivas para a realização de trabalhos agrícolas e alguns cuidados a ter em relação à saúde: Manter as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras; Abastecer as máquinas a frio e em local com pouca vegetação; Ter cuidado com as faíscas durante o seu manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor.

Os cuidados em termos de saúde são dirigidos a toda a população mas com especial atenção aos grupos mais vulneráveis, nomeadamente crianças, idosos e doentes crónicos: Aumentar a ingestão de água ou sumos de fruta natural, sem adição de açúcar, mesmo sem sinais de sede; Evitar bebidas alcoólicas e bebidas com elevados teores de açúcar; Fazer refeições leves e mais frequentes. Refeições pesadas e muito condimentadas são de evitar; Evitar a exposição direta ao sol, em especial entre as 11 e as 17 horas. Sempre que haja exposição ao sol, ou se ande ao ar livre, usar um protetor solar com um índice de proteção elevado (igual ou superior a 30). Renovar a sua aplicação sempre que estiver exposto ao sol (de 2 em 2 horas) e sempre que estiver molhado ou tiver transpirado bastante; Usar roupa leve e fresca; Evitar esforços físicos.

Segundo o IPMA as temperaturas máximas vão ultrapassar os 40º celsius até domingo.