Turismo?

Há alguns anos foi inaugurado, com grande pompa e circunstância, uma solução de contentores de lixo subterrâneos como algo moderno e que iria revolucionar todo o sistema de resíduos sólidos urbanos do Concelho de Almeirim. Este sistema tão amplamente aplaudido foi implementado e difundido em vários locais. Com este sistema, os velhos contentores que tinham frequentes queixas de deficiente lavagem e manutenção desapareceriam dos olhos de todos, e o Concelho de Almeirim passaria a ter uma imagem mais cuidada. Infelizmente, o oásis parece ter alguns problemas. Talvez por alguns velhos hábitos… Em vários pontos tem sido observado equipamentos destes avariados com as bases completamente estragadas ou a boca do contentor tapada com plástico. Infelizmente, parece confirmar-se que a falta de manutenção voltou. Muitos munícipes têm apresentado queixa, mas as reparações dos equipamentos teimam em não acontecer. Mesmo após alguns meses. Sempre há um motivo qualquer. A culpa é sempre de um outro. Só falta que se diga como o fazia um Presidente de um clube de futebol “a culpa é do sistema”, como se no fundo ninguém fosse capaz de fazer nada sem ser observar o triste fim de forma resignada. Quando se quer promover o turismo no Concelho de Almeirim, tem de se dar outra imagem que não a de um Concelho com problemas básicos deste nível. O ponto mais turístico do Concelho é a zona da praça de toiros, onde estão situados a maior parte dos restaurantes. Quando se vê tanto lixo naquela zona, percebe-se que a imagem que fica a quem vem de fora é a de um Município descuidado, sujo e feio. Como Almeirinense que sou, fico revoltado com esta situação que deve ser resolvida. Deixo uma outra nota: se alguém for à zona central de Almeirim, junto à Câmara Municipal, qual é a imagem que acham que transmitimos com aquele painel vídeo gigante no Parque das Laranjeiras com um cabo enorme esticado desde o edifício da Câmara? Há meios que se podiam adotar facilmente para eliminar aquela agressão visual. Como queremos dar uma imagem de um Concelho cuidado, bonito e arranjado, quando temos toda aquela panóplia de cabos à mostra em tantas ruas? E, muitas vezes, em locais muito centrais. A quantidade de cabos nalguns locais faz lembrar algumas zonas urbanísticas não planeadas e sem regras nenhumas de urbanismo. Se queremos atrair pessoas para o Concelho para algo mais do que, apenas, a nossa gastronomia, temos de cuidar da nossa imagem. Se conseguirmos aliar às pessoas boas que residem e foram criadas neste Concelho uma imagem cuidada, organizada e limpa, teremos muito sucesso no turismo. Mas assim, não!
João Lopes, PSD